jump to navigation

Maysa – Quando fala o coração 08/01/2009

Posted by garotaveneno in TV.
Tags: , , ,
trackback

A TV Globo traz de volta ao público a história de uma das maiores cantoras da década de 50 e 60. A minissérie Maysa- Quando Fala o Coração tem direção de Jayme Monjardim, seu único filho, e é protagonizada pela atriz gaúcha Larissa Maciel, de 31 anos, que faz sua estréia na TV. Filmada em alta definição, a série, depois de exibida na TV, chegará ao cinema. A missão de ficcionar a turbulenta vida de Maysa ficou por conta de Manoel Carlos, autor de novelas de sucesso como Mulheres Apaixonadas e Laços de Família. Manoel mergulhou em centenas de artigos de jornais e revistas e nos diários escritos pela própria Maysa para traduzir, em nove capítulos, a história da cantora.
E, realmente, a vida de Maysa foi digna de um folhetim. Aos 17 anos, casou-se com o empresário André Matarazzo. Quando o marido exigiu que ela optasse pelo casamento ou pela música, não teve dúvidas. Viveu romances com galãs da época, como o jornalista Ronaldo Bôscoli (1928-1994) e o cantor Roberto Carlos. Brigava com a platéia quando alguém conversava durante suas apresentações. Tentou o suicídio mais de uma vez. Internou-se em clínicas para se livrar do vício da bebida. Reinventou sua carreira por diversas vezes. Colecionou sucessos nas rádios e se apresentou em países como Estados Unidos, França e Japão. Em janeiro de 1977, aos 41 anos, Maysa morreu em um acidente na ponte Rio-Niterói. Ela dirigia sozinha sua Brasília quando se chocou contra a mureta da ponte. Os exames realizados no corpo da cantora mostraram que ela não havia ingerido álcool antes de dirigir. Para espanto de muitos, Maysa morrera sóbria. Estava buscando sua estabilidade emocional e tentava retomar sua carreira. Depois de sua morte, Maysa ficou datada. Seu nome está quase sempre associado com ‘a cantora de fossa’, das letras ‘pesadas’ e de ‘arranjos antigos’. Poucos se lembram da sua versão ensolarada para O Barquinho, um dos clássicos da bossa nova. Ninguém ressalta sua incendiária versão de Light my fire em um show no Canecão que foi registrado em disco. Por isso, Manoel Carlos afirma, em entrevista a ÉPOCA, que o público terá um imenso prazer em conhecer a cantora Maysa.”Ela ficou esquecida e sua música sumiu do rádio e da televisão”, afirma o autor. “Mas a minissérie vai trazê-la de volta”, diz, esperançoso. “Maysa foi uma mulher à frente de seu tempo em tudo.”  O dramaturgo também fala de seu processo de criação, da escolha da protagonista da série e da rivalidade que existia entre Maysa, Elis Regina e Elizeth Cardoso. Manoel Carlos ainda revela seus novos projetos e diz que a versão para o cinema de Presença de Anita já está a caminho.

Anúncios

Comentários»

1. Anne Raysa - 08/01/2009

Achei a atriz linda e condizente com o personagem que está fazendo. Não conhecia Maysa antes da mini-série, mas meus pais têem alguns discos de vinil dela (um achado ímpar)
(:

Beiojos

2. Vicky - 08/01/2009

Olhe no meu blog o meme que deixei pra ti =D
http://www.vitoriabernardi.com/

3. netiteve - 14/01/2009

Eu estou gostando mais da série agora que no começo. Principalmente porque o pavio curto e/ou tendências em armar um barraco de Maysa a tornam única. 🙂

A minissérie somente fica um pouco chata quando partem para aquelas voltas no tempo e não acrescentam muita coisa ao que já estamos vendo na naquela hora.

4. karla luane - 27/04/2009

amei a minisserie
[maysa]
vi todos os capitulos e ainda comprei
olivro de sua alto biografia
foi uma mulher extraordinaria
grande {MAYSA}…..


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: